Connect with us
X

Bem Estar

Descubra como calcular o peso ideal por tipo de corpo

Bellable Brasil

Publicado

em

O conceito de peso ideal analisado a nível desportivo, estético e de saúde. O conceito de peso ideal é um conceito abstracto, que tem pouco significado e que não é aplicável, sendo difícil de definir pelas razões que a seguir se apontam.

Como calcular o peso ideal

A primeira razão é porque o conceito de peso ideal pode ser visto a três níveis diferentes:

  • A nível de saúde, devido às complicações médicas que lhe estão associadas e são muitas.
  • A nível desportivo, porque num atleta a melhor forma pode estar associada a um determinado peso, que nem sempre é aquele que mais convém em termos de saúde.
  • A nível estético, o que é muito variável, pois depende dos gostos e das culturas e, mais uma vez, nem sempre o peso que se deseja devido aos objectivos estéticos é aquele que mais convém em termos de saúde.

A segunda razão é que, como tudo que se refere ao corpo humano, não existe um valor único, rígido que se considere desejável mas sim uma gama de valores.

P.e.- Um homem de 40 anos de constituição normal com 1,76 metros de altura tanto está bem com um peso de 73Kg como de 75 Kg. Não há valores rígidos mas sim intervalos que num próximo artigo ensinaremos a calcular. Ou seja: também por aqui se verifica que não existe um conceito rígido de peso ideal.

A última razão pela qual o conceito de peso ideal é pouco útil é porque, na grande maioria dos casos, o que está em causa é o excesso de gordura e não o peso em si.

As pessoas ligam importância ao peso porque automaticamente assumem que ele representa a gordura corporal, e é essa que pode estar em excesso. Se na maioria dos casos o peso é um bom indicador da gordura em excesso, em muitos casos ele é um mau indicador da gordura corporal, sobretudo nos desportistas com grandes massas musculares, os quais podem ser muito pesados mas com pouca gordura.

Índice de Massa Corporal (IMC)

Segundo a OMS, o índice normal é entre 18.5 e 24.9, para outros valores consulte a tabela abaixo.

Desevolvido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o cálculo do peso ideal é feito utilizando a fórmula IMC = peso / (altura x altura).

Outro ponto para calcular seu peso ideal é a circuferência da sua cintura, se ela medir 90 centímetros ou mais, você provavelmente está com excesso de tecido adiposo e isso pode apresentar um risco para sua saúde. Recomendamos que procure um profissional que possa te orientar e calcular uma dieta para que você possa alcançar seu peso ideal.

A forma mais precisa para determinar se você está fora do seu peso ideal seria a medição do percentual de gordura corporal. O ideal é realizar a medição do percentual de gordura corporal com um profissional qualificado utilizando um compasso de dobras cutâneas, também conhecido como adipômetro ou plicômetro. Mas também há aparelhos, como balanças de banheiro ou aparelhos manuais, que utilizam a bioimpendância para medir a taxa gordura através do tempo que uma carga elétrica (imperceptível) demora para percorrer o corpo e voltar ao aparelho.

Peso ideal para homens e mulheres

Esta fórmula de IMC é uma simplificação para que todos possam usar de forma fácil, sendo a mais utilizada atualmente, mas há fórmulas mais complexas e precisas para homens como a apresentada pelo Dr. Devine em 1974 mas sabe-se que geralmente indica um peso ideal muito baixo para mulheres e principalmente, valores impossíveis para mulheres baixas.

Portanto no caso das mulheres seria indicado uma outra fórmula, do Dr. JD Robinson que em 1983 apresentou uma modificação mais indicada para o índice de massa corporal das mulheres.

Fórmula do Dr. Devine

Homens: Peso Ideal = 50 kg + 2,3 kg para cada 2,54cm acima dos 152,4 cm.

Mulheres: Peso Ideal = 45,5 kg + 2,3 kg para cada 2,54cm acima dos 152,4 cm.

Fórmula do Dr. Robinson

Homens: Peso Ideal = 52 kg + 1,9 kg para cada 2,54 cm acima dos 152,4 cm.

Mulheres: Peso Ideal = 49 kg + 1,7 kg para cada 2,54 cm acima dos 152,4 cm.

Advertisement
Clique para comentar

Bem Estar

Você não tem tempo para ir ao ginásio? Aqui exercícios para fazer em casa

Bellable Brasil

Publicado

em

A sua vida, está muito preenchida? Não tem tempo para ir ao ginásio, para cuidar de si nem do seu corpo. O pior de tudo, é que já não sabe o que fazer com esses pneus que se acumulam, em todo o seu corpo. Relaxe, pois os exercícios para fazer em casa podem ser facilmente realizáveis para assassinar, essas gordurinhas.

Exercícios para fazer em casa

Há inúmeros exercícios que se podem realizar, sem ter necessidade de ir ao ginásio ou de qualquer equipamento específico. A postura do seu corpo, é importante. Por isso, totalmente direita, encoste-se a uma parede, com os joelhos um pouco flectidos e, eleve devagar o seu corpo. Memorize este exercício simples e, faça-o sempre que se sentir cansada ou com dores nas costas.

Ombros e braços

O cansaço pode acumular-se nos ombros, com muita facilidade. Por isso, encolha os ombros para cima e, mantenha esta posição, durante alguns segundos.

Os braços

Os braços, podem também ser exercitados. Sente-se ou, se preferir fique de pé e, mantendo-se direita segure uma garrafa de água em cada mão, com os braços o mais esticados possíveis. Tanto para trás, como para a frente, faça pequenos círculos, mantendo-se sempre direita e com a barriga encolhida. Se achar que é necessário, repita o exercício.

Utilizando a postura anterior, junte a palma das suas mãos uma na outra e, durante dez segundos, empurre uma contra a outra. Realize o exercício quatro vezes e, faça-o à altura dos seios, da cabeça ou ombros.

As nádegas

Para o caso das nádegas, um exercício simples é o de contrair e relaxar as suas nádegas, de pé ou sentada. Deve estar com a barriga encolhida e, execute-o as vezes que conseguir.

As ancas e pernas

As suas ancas e pernas precisam ser ginasticadas? Então, agarre a maçaneta de uma porta, dos dois lados e, com as costas bem direitas, desça o corpo dobrando os joelhos. Deve estar a dois palmos da porta e, repita o exercício, no mínimo dez vezes, subindo e descendo o corpo.

As pernas

Basta apenas ter junto de si uma cadeira, para realizar o seguinte exercício: com o corpo bem direito e barriga para dentro, levante uma perna para trás o mais alto que conseguir. De forma alternada faça este exercício, para as duas pernas, no mínimo quinze vezes para cada uma das pernas.

Alongamentos

Para alongar as costas e ancas, junte os pés, endireite as costas e encolha a barriga. Com os ombros para trás incline o corpo para a esquerda, enquanto eleva o calcanhar direito. Este exercício é realizado de pé, e deve ser feito para ambos os lados, mantendo a posição, durante cerca de vinte segundos para cada um deles.

Não desespere mais e realize estes exercícios para fazer em casa ou noutro local qualquer práticos e simples, desde que esteja à vontade para tal. Necessita apenas, do seu corpo e de muita boa vontade da sua parte.

Continue lendo

Beleza

Os perigos dos procedimentos estéticos na busca pela perfeição

Bellable Brasil

Publicado

em

Até onde você iria na busca pela beleza?

Recentemente no país a morte da bancaria Lilian Calixto provocou o estouro de um escândalo de procedimentos estéticos irregulares sendo realizados em diversos estados, abrindo novamente a discussão sobre o perigo que se deve ter na hora da escolha de um profissional e até que ponto a busca pelo corpo ideal é saudável.

Com as facilidades da cirurgia plástica cada vez mais mulheres tem recorrido a processos de correção estética. Em 2018, o Brasil lidera o ranking mundial de cirurgias plásticas, somente no último ano, o país alcançou a marca de mais de 1,49 milhões de procedimentos, superando os Estados Unidos que ficou pouco atrás com 1,45 milhões. Em procedimentos não cirúrgicos, ou seja, menos invasivos como a aplicação de botox, o Brasil fica em segundo lugar com 2,1 milhões de intervenções estéticas.

O caso de Lilian Calixto pode ser acompanhado pelas grandes mídias no último mês. Após a sua morte da bancaria de 46 anos por embolia pulmonar após um procedimento estético para aumento dos glúteos, o médico responsável pela paciente fugiu do flagrante e se entregou dias depois. Só esse ano, a polícia investiga outros dois casos semelhantes. Apenas no intervalo de dez dias em julhos 3 mulheres perderam a vida devido a complicações advindas de procedimentos estéticos.

De médicos não especializados a casos de pessoas aplicando substâncias extremamente perigosas para a saúde indiscriminadamente, essa triste estatística sobe cada vez mais. Substâncias como o PMMA (um polimetilmetacrilato), ou Hidrogel, que aplicadas em grandes quantidades podem levar a morte por serias complicações como infecções ou embolia.

Andressa Urach em 2014, ficou internada por um mês por conta de um procedimento estético realizado anos antes com hidrogel nas coxas. A modelo sofreu de uma infecção generalizada e foi parar na UTI, onde passou por cirurgias para combater a infecção.

Os riscos da aplicação de substâncias como essas são inúmeros e talvez não compensem a estética da coisa. Tanto o PMMA quanto o hidrogel não são substâncias regulamentadas, mas não foram feitas para serem aplicadas em grandes quantidades para preenchimentos como glúteos e coxas. Há outras formas para esse tipo de procedimento um tanto menos perigosas, o paciente e o médico devem ter uma conversa sobre qual procedimento é mais adequado ao corpo.

Deve-se ficar atento também aos preços de procedimentos muito abaixo dos valores convencionais de mercado, pesquisar sobre o médico profissional para assegurar-se de imprevistos. A busca sem limites por um corpo perfeito pode ser um jogo arriscado.

Muitas mulheres se submetem a procedimentos em clinicas clandestinas, onde são atendidas por profissionais não qualificados, o que pode trazer um sério risco futuro e um preço muito alta a pagar. É claro que todo procedimento cirúrgico oferece algum risco, e complicações podem surgir, no entanto a realização desse tipo de procedimento estético invasivo pode ser fatal.

É recomendável acessar o site do Conselho Regional de Medicina e consultar o registro profissional do médico. A melhor ferramenta é a informação. É imprescindível se atentar ao processo e a que tipo de material o profissional está usando.

Estima-se que morrem pelo menos uma mulher por mês por consequência de procedimentos estéticos no Brasil, e a maioria dos casos está ligada a falta de qualificação do médico. O último levantamento feito demonstra que há cerca de 12 mil profissionais no país que trabalham sem a devida qualificação. O dado é alarmante e apenas ressalta o perigo que muitas mulheres correm ao optar por uma cirurgia indiscriminadamente.

Afinal, manter-se bela é preocupar-se com a sua saúde, e valorizar o seu bem mais precioso: a sua vida.

Continue lendo
Advertisement
Advertisement

Você pode gostar

Siga-nos no Facebook

Siga-nos no Twitter

Trending